Memória da propaganda

Na era dourada da indústria do cigarro, tudo era permitido. Esses anúncios aqui, por exemplo, visavam as gestantes e seus bebês – que afinal de contas seriam os futuros clientes.

No layout laranja, o bebê pede “Mamãe, antes de xaropar comigo, você podia acender um marlboro”. No outro, ele exclama ” Nossa, mãe, você realmente adora o seu marlboro”

O fato é que a mente publicitária de todos os tempos funciona de um jeito bem simples: “Precisamos vender cigarros para as mulheres, já que os homens morreram na guerra. Mulheres adoram bebês, então vamos colocar bebês nos anúncios de cigarros”; o pior é que deve ter funcionado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: