Mídia massacrada em Honduras

 Enquanto a mídia tupiniquim oscila entre a omissão e os eufemismos em sua cobertura do golpe militar ocorrido em Honduras, os jornalistas daquele país são duramente reprimidos pelos “gorilas”. O tratamento dispensado pelo regime golpista aos profissionais de mídia oscila entre a expulsão do país, como no caso da equipe da Telesur, à violência pura e simples. O jornalista hondurenho Bernardo Rivera foi morto em circunstâncias não totalmente explicadas. A grande mídia recebe tratamento um pouco mais gentil, mas não escapa totalmente da censura. A CNN foi proibida apenas de exibir cenas da violência nas ruas.

Enquanto isso, grande parte da população brasileira acompanha o desenrolar dos fatos pela ótica de grupos como a Folha de S. Paulo, que nomeia o governo golpista de “interino”. A mídia em honduras, assim como em outros países da América Latina, é  controlada por um grupo restrito de oligarcas, que apóiam unanimemente a bandalheira golpista. Vários organismos internacionais (ONU e a cruz vermelha) relatam o aumento dos casos de repressão violenta contra civis por parte do governo. No link abaixo existem vários textos para quem quiser se aprofundar no assunto. http://altamiroborges.blogspot.com/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: